terça-feira, junho 13, 2006

Amor em tempo de cólera






Ver texto aqui

20 comentários:

Anónimo disse...

Ora,parabéns, isso é que é ser português, misturar-se no mundo inteiro.Houve sítios onde em tempos tiveram de proibir a miscigenação. Felizmente que é a nossa melhor herança e o único futuro da raça humana. Felicidades para os noivos!
Já agora, por acaso já ouviram por aí a canção que Shakira dedicou a Timor? Recomendo.
Assinado: E as lobas também não usam coleira!

Anónimo disse...

Ora aí está algo que merece parabéns: um verdadeiro português, daqueles que inventaram a miscigenação, que é o único futuro da raça humana. Muitas felicidades para os noivos.
Aproveito para recomendar a canção que Shakira dedicou a Timor. Já ouviram por aí?
Assinado: as lobas também não usam coleira!

Anónimo disse...

Muitos parabéns!!!! E obrigado por ficares. Felicidades. João Nogueira (casa 2)

Anónimo disse...

Caro amigo JP

Parabens e muitas felicidades.

Jose L Valadares

AEF disse...

Muitas felicidades amigo JP. Parabéns.

Rosely Forganes disse...

João e Anoi:

O casamento de vocês é um dos mais emocionantes que eu já vi (pena que apenas pela internet) e lamento muito não estar presente. Esse casamento, sem convites impressos, sem parte dos convidados, sem conjunto musical (convidados, músicos, todos tiveram que fugir) para dançar a noite toda- como manda a tradição- acaba sendo muito mais bonito e significativo do que se todas as formalidades fossem cumpridas, chefe do protocolo inclusive.
Teria sido mais fácil adiar, esperar " a situação" acalmar. Mas casar no meio de tantos problemas mostra que vocês dois acreditam na VIDA, que é sempre mais forte e no futuro do Timor.
Vocês são um símbolo de ESPERANÇA ( o nome do casal não é à toa:-)) para nós todos e para o Timor.
Que vocês sejam felizes para sempre num Timor em paz!
Rosely
PS- JP, como vc, com seu fantástico salário de professor, conseguiu pagar o barlaque? A Anoi deve valer ai uns 300 búfalos!

Manuel de Sousa disse...

Muitos parabéns aos noivos e muitas felicidades pela vida fora.

E JP, não se esqueça de voltar à Wikipédia de vez em quando...

Um abraço,
Manuel de Sousa
Porto, Portugal

josé manuel (Porto) disse...

Boa tarde/boa noite: li seu texto no blog do 'Público', que acrescentar? São palavras/sentimentos universais, pessoais, transcendentais, lindas palavras. Para ser original, espero que sejam muiiitooo felizes e tenham muiiitooos filhos, e que sejam sempre portugueses-timorenses-nossos-de-todos-eles e vice-versa. E fico por aqui, antes que descubra em mim algum pingo de 'inveja'. Fiquem bem.

Anónimo disse...

JOÂO!!!
As... maiores felicidades mesmo em "tempo de Guerra"!
e... obrigada por terem ficado!! é um orgulho a vossa atitude!
Apetece-me apanhar o avião....
Saudade "bot"!!!!
Fernanda Santos
ex-médica Cooperação Portugal

NádiaJones disse...

Afinal esperança existe!!!Descobri-te aqui num blog cuja existência não conhecia, ainda hoje te escrevi um mail para saber de ti e da TUA situação. PARABÈNS pelo acto de resistência feliz que é sempre a melhor das resistências. Não vi ninguém da FUP, nem da embaixada, só os valentes GOES, esses escassos homens de raça que ainda crescem na ilustre praia lusitana te acompanharam. Hoje queria ser um desses homens grandes de barba grande e risonha para aplaudir e rir de barriga cheia nessa festa de casamento que deveria ter video difundido à revelia em todos os canais saxões deste planeta infame. Beijos e esperança, da esperancinha portuguesa Nadesda.

Nádiajones disse...

Afinal há esperança!!! Escrevi-te um mail hoje perguntando por ti e eis que descobri este link tão à mão de semear, com fotos e história do teu casamento. PARABENS aos noivos, força nessa resistência alegre à maldade do mundo!! é urgente amar.
Não vi ninguém da FUP, nem da embaixada portuguesa, só os bravos homens do GOE estiveram contigo, escassos homens de barba rija que ainda crescem por cá. Enfim, hoje apetecia-me ser um desses grandalhões de carantonha morena e risonha soltando gargalhadas sonoras que se ouvissem daqui até à Austrália!!! Beijinhos, melhor que isso, beijos da esperancinha Nadesda.

alloco1 disse...

Muitos parabiens!

Henrique Correia disse...

Foi um casamento muito bonito. Para o JP, talvez o português mais timorense de Timor, e para a sua linda esposa, os meus parabéns por terem tomado esta decisão tão importante num momento tão difícil para Timor-Leste. Assim, o vosso destino ficará sempre ligado à alma dessa terra querida. Desejo-vos muitas felicidades pela vida fora.

Iolas disse...

Amigos, permite-me que trate a Fernanda por amiga, já que tu, João Paulo, és um grande amigo meu! Parabéns!!! Estou tão feliz que pelo vosso casamento e pelas palavras ternurentas que aplicas-te neste teu texto! Que DEus vos abençoe! Para os pais da Fernanda, um sincero voto de esperança e que a coragem deles prevaleça, pois é certamente, duro, ver morrer que mais amamos, impotentes, ao som das duras e cobardes armas dos opressores.
Um beijo da Iolanda

Anónimo disse...

Um abraço e parabens! Força com esse país!
David Leal

Miguel disse...

Felicidades João Paulo, espero que tenha conseguido fazer uma festa em grande. Mereces!!!

Havemos de nos voltar em ver, num futuro próximo, aí em Timor. Acredito que para o ano já estejamos a trabalhar.

Miguel Bento Alves (2º Bimestre - casa 5)

Anónimo disse...

Boa João! Muitas felicidades para os dois...
Timor precisa de pessoas como tu. Faço minhas as palavras do João Nogueira: "Obrigada por ficares".
Sandra (casa 2)

sofia disse...

Surpresa, surpresa... Deixaste os teus amigos portugueses todos de boca aberta, mas ainda bem que estás feliz! São estes momentos que dão sentido à vida. Sê feliz e continua a construir! Bjinos doces. Sofia

Anónimo disse...

Muito bem, João Paulo. parabéns pela tua posição. Eu, de certeza que não sairía daí. Quanto tenho desejado estar aí.
Aproveito para te felicitar pelo casamento, que não sabia ter já acontecido. Já te enviei vários mails para o sulonline (creio), mas não obtive resposta. Desejo que tu e a tua Senhora Fernanda estejam bem. Quanto à prenda que te enviei há mais de um mês, espero que já a tenhas recebido.

Um abraço fraterno,
Tozé.

Anónimo disse...

ribeirosantos.blogspot.com